Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

PM e Rota escoltam megatraficante ao presídio de Campo Grande - Difusora FM 99.5

Fale conosco via Whatsapp: +55 67 9 9249-9001

No comando: Coração Sertanejo – Apresentação Henrique Ferian

Das 05:00 às 06:30

No comando: Difusora Noticiais – Valdecir Cremon

Das 07:00 às 08:00

No comando: O o o de Casa – Apresentação Nando Batista

Das 08:00 às 11:00

No comando: Tribuna Livre – Jornalista Valdecir Cremon

Das 11:00 às 12:00

No comando: Gospel

Das 12:00 às 13:00

No comando: Difusora Show – Apresentação Tereza Lima

Das 13:00 às 16:00

No comando: Vai de Carona – Apresentação Henrique Ferian

Das 16:00 às 18:00

No comando: Mix Difusora – Playlist Musical

Das 18:00 às 20:00

PM e Rota escoltam megatraficante ao presídio de Campo Grande

Policiais militares do 2⁰ Batalhão da PM, de Três Lagoas, deram apoio, nesta quinta-feira, a uma equipe especial da Rota – grupo de elite da polícia militar paulista – para a escolta de um megatraficante de drogas, preso no litoral de São Paulo, em 2019, que vai cumprir pena de pouco menos de 15 anos de cadeia no presídio de Campo Grande.

Os policiais da Rota – cuja sigla significa Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar – trouxeram em um comboio de 5 viaturas o traficante Mário Márcio da Silva, de 45 anos, de São Paulo até Três Lagoas. Da cidade, o preso foi escoltado pela Força Tática, do 2º Batalhão, até a capital do Estado.

Mário Márcio é policial militar reformado e trabalhou por 15 anos na PM de Corumbá. No ano passado, ele foi preso em Guarujá pela Polícia Federal com mais de 1.300 quilos de cocaína, avaliados em R$ 1 milhão. O traficante também tinha cinco pistolas, um fuzil, munição e carregadores, além de 21 celulares.

PMs de Três Lagoas e da Rota se uniram para a operação, nesta quinta-feira (Imagens cedidas/Polícia Militar)

Toda a droga estava escondida em contêineres e seria enviada à Europa.

Segundo o comando do 2º Batalhão, o traficante foi levado à capital do Estado conforme determinado pela Justiça.

Deixe seu comentário: