Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Saiba quais são os critérios para suspensão do Fies até 31 de dezembro - Difusora FM 99.5

Fale conosco via Whatsapp: +55 67 9 9249-9001

No comando: Coração Sertanejo – Apresentação Henrique Ferian

Das 05:00 às 06:30

No comando: Difusora Noticiais – Valdecir Cremon

Das 07:00 às 08:00

No comando: O o o de Casa – Apresentação Nando Batista

Das 08:00 às 11:00

No comando: Tribuna Livre – Jornalista Valdecir Cremon

Das 11:00 às 12:00

No comando: Gospel

Das 12:00 às 13:00

No comando: Difusora Show – Apresentação Tereza Lima

Das 13:00 às 16:00

No comando: Vai de Carona – Apresentação Henrique Ferian

Das 16:00 às 18:00

No comando: Mix Difusora – Playlist Musical

Das 18:00 às 20:00

Saiba quais são os critérios para suspensão do Fies até 31 de dezembro

Segundo estimativa do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), cerca de 1,5 milhão de estudantes podem requerer o benefício, previsto na Lei nº 14.024/2020, publicada no último dia 10 de julho. A suspensão vale para os pagamentos em fase de utilização, carência ou amortização e, para requerê-la, os possíveis beneficiários precisam procurar os agentes financeiros (Banco do Brasil e Caixa) nos canais de atendimento que ainda serão disponibilizados pelos bancos para essa finalidade. As datas de início do atendimento serão divulgadas pelos próprios agentes financeiros.

A resolução do Comitê Gestor detalha os pagamentos que estão abrangidos pela suspensão. Para os contratos firmados até o fim de 2017, o benefício vale para as parcelas de amortização, para os juros trimestrais pagos nas fases de utilização e carência e para os pagamentos de multas por atraso e de parcelas oriundas de condições especiais de amortização ou de alongamento excepcional de prazos.

No caso de financiamentos do Fies contratados a partir de 2018, a suspensão também incide sobre a amortização, o pagamento de multas e de parcelas oriundas de condições especiais ou de alongamento de prazos. Com relação aos contratos do Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies), o benefício abrange os pagamentos de amortização, de juros, multas e gastos operacionais, além de parcelas oriundas de renegociação. Veja o detalhamento completo na íntegra da resolução.

Os pagamentos das parcelas de amortização e das demais obrigações financeiras com o Fies devem ser retomados a partir do mês seguinte ao término da suspensão. Os estudantes já beneficiados com a suspensão de duas a quatro parcelas, prevista na Lei n° 13.998/2020 e regulamentada pela Resolução n° 38, de 22 de maio de 2020, podem requerer o novo benefício a partir do fim da vigência do anterior.

Fies (Foto: imagem reprodução)

Deixe seu comentário: